PMOC: por que você precisa se preocupar com ele

pmoc

Se você trabalha com manutenção e instalação de equipamentos de refrigeração com certeza já ouviu falar no famoso PMOC. Mas o que é significa essa sigla? Quais dados eu preciso ter nesse documento? Quem pode assinar? Quanto cobrar por um PMOC? Todas essas perguntas responderemos nesse artigo.

Antes de tudo, confira nosso índice com todos os tópicos que iremos abordar.

Boa leitura!

O que significa a sigla PMOC?

A sigla é a abreviação de Plano de Operação, Manutenção e Controle.

Sua história começa em 1998, quando o ministro das comunicações Sergio Motta faleceu devido a complicações causadas por uma bactéria chamada Legionella pneumophila, que se prolifera em aparelhos de climatização que não são devidamente limpos em suas manutenções. Esse problema até hoje é desconhecido por muitos, até mesmo para profissionais da área.

Devido e episódio foi criada a portaria Nº 3523, que regulamenta o processo de manutenção e operação de sistemas de climatização em ambientes com pelo menos 60 mil BTU’s.

Como funciona o PMOC?

Em sumo, o PMOC é um documento (uma espécie de checklist) em que o técnico responsável preenche os dados referentes a cada manutenção feita no equipamento. A seguir temos todos os processos que precisam ser seguidos a risca para que a avaliação seja a mais perfeita possível.

Cadastro dos Ativos para PMOC

Caso o estabelecimento possua aparelhos de refrigeração que somados ultrapassam 60 mil BTU’s é necessário o PMOC. Dessa forma o primeiro passo é cadastrar todos os equipamentos por nome, sala em que está instalado, andar em que a sala se encontra e modelo do aparelho.

É importante ainda constar no documento o número de pessoas que ocupam o ambiente climatizado. Isso da uma dimensão importante de quantas pessoas podem ser impactadas com a manutenção não adequada dos equipamentos.

Leia também  Manutenção preditiva: custo ou investimento?

Avaliação Mecânica

Cada equipamento precisa seguir um checklist de manutenção composto de:

  • Manter componentes como bandejas, serpentinas, umidificadores, ventiladores e dutos do sistema de climatização limpos;
  • Utilizar produtos biodegradáveis para fazer a limpeza dos equipamentos de climatização;
  • Verificar, constantemente, as condições dos filtros e substituí-los quando necessário;
  • Reservar o espaço da caixa de ar apenas para o sistema de climatização;
  • Descartar os resíduos sólidos adequadamente após a limpeza, para evitar que as bactérias se espalhem.

É preciso especificar a periodicidade de cada tipo de manutenção e o status, se ela foi concluída ou não. Além disso é necessário identificar o técnico que realizou a manutenção, a data e a assinatura do responsável pelo ambiente.

Quem pode assinar o PMOC?

Somente o responsável técnico pode assinar o PMOC. Para ele assinar é necessário que ele tenha cadastro no órgão regulador. Ele se responsabiliza pelo seguintes itens:

  • Implantação e manutenção do plano de manutenção;
  • Garantia da execução do PMOC;
  • Histórico de todos os procedimentos de manutenção executados;
  • Treinar e orientar todos os procedimentos de segurança para os ocupantes do ambiente

Quem assina fica responsável legalmente por danos causados pela má avaliação. Caso seja comprovado, o profissional pode ser julgado por imperícia, omissão, negligência ou imprudência.

Existe algum modelo para o PMOC?

Não existe um modelo determinado para o documento, o importante é que ele tenha todas as informações necessárias listadas nos itens anteriores.

Como não existe um modelo pronto você pode montar o seu, sendo ele em papel ou digital (feito por um sistema). Feitos via sistema garantem personalização, segurança (dados sempre estarão disponíveis na nuvem) e ainda poderão conter assinatura, fotos e arquivos.

O que acontece se eu não tiver o documento?

Não existe na legislação uma punição “modelo” para a empresa que não portar o documento de PMOC, contudo é possível que seja instaurado um processo no ministério do trabalho alegando falta de segurança no ambiente para que as atividades sejam realizadas.

Leia também  Manutenção preditiva: implemente em 5 passos

Ficará a cargo do juiz estabelecer a multa a empresa. Elas podem variar de R$ 2.000,00 até a R$ 300.000,00, dependendo do caso analisado.

Você como fornecedor não pode permitir esse risco jurídico para seu cliente, por isso é fundamental que você faça o PMOC para todas as empresas que atende.

Quanto cobrar por um PMOC?

Uma das maiores dúvidas envolvendo a PMOC é quando cobrar pelo serviço. A resposta não é tão simples quanto parece, uma vez que devem ser levados diversos fatores em conta para que a empresa que vai fornecer o serviço, trabalhe de graça ou leve prejuízo.

Em primeiro lugar deve-se fazer uma lista com todos os custos da empresa, levando em consideração cada pequeno gasto, como uniforme, ferramentas, treinamento, entre outros. A partir disso, teremos uma base para começar a formar o preço da avaliação do PMOC.

A partir disso deve-se calcular os custos do serviço que envolvem transporte, alimentação, horas trabalhadas, impostos e, principalmente, a margem de lucro, que pode variar de 10% a 25%. Com uma margem mais alta, você tem o poder maior de negociação para que nenhum tipo de prejuízo aconteça.

Como automatizar o PMOC

Agora que você já sabe tudo sobre o PMOC, existem muitas formas automatizar esse processo. Um deles é com o Auvo, nosso software para empresas prestadoras de serviços externos. No vídeo abaixo você confere alguns detalhes sobre como funciona essa ferramenta. Lembrando que ainda é necessário um profissional habilitado para realizar todo o processo.

E aí, o que achou? Quer conhecer mais o Auvo? Faça o teste grátis clicando na imagem abaixo.

14 Shares:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.