Marketing de serviços: como conseguir mais clientes

marketing de serviços

Existem muitas diferenças entre o marketing de produtos e serviços, mas as principais estão ligadas a promoção e a vendas. Enquanto o marketing de produtos se preocupa em promover os produtos para compra, o marketing de serviços é direcionado para quem busca captar novos clientes e estratégias para aumentar o ticket de prestação de serviços. Neste artigo você saberá o que é marketing de serviços e como aplicá-lo em seu negócio para obter mais clientes.

O que é Marketing de Serviços?

É um conjunto de táticas que auxiliam no processo do entendimento do significado de cada serviço prestado através de estratégias de marketing que visam garantir a satisfação do cliente. No marketing de serviços a ideia é mostrar ao cliente o valor que a empresa possui em sua prestação de serviços, se posicionando como uma provedora real das necessidades da empresa. 

Como em toda estratégia de marketing, no marketing de serviços os diferenciais são os aspectos mais analisados no ato da escolha. A qualidade da prestação de serviços, a execução, a solução oferecida, a experiência e principalmente os impactos diretos à empresa que a escolhe. 

Para não deixar nenhuma dúvida sobre o conceito de marketing de serviços, é importante entender a diferença entre produto e serviço. Produto é aquilo que pode ser visto, tocado e comprado como propriedade. Serviço é algo intangível, ou seja, consiste em realizar ações que geram valor à alguém. 

Sobre as características do marketing de serviços, vamos recorrer ao pai do marketing, Philip Kotler que fala sobre as quatro marcas principais da estratégia do Marketing de Serviços. 

  • Intangibilidade: Os serviços não podem ser tocados e nem aguçar qualquer um dos nossos sentidos antes de serem adquiridos.
  • Inseparabilidade: São produzidos e consumidos simultaneamente. 
  • Variabilidade: A prestação de serviços depende de quem a executa e de onde é prestada. 
  • Perecibilidade: É algo que não pode ser estocado.

Com essa visão, temos que ter em mente de que tudo precisa ser levado em consideração na hora de elaborar uma estratégia de marketing de serviços. Pois ela deverá ser muito eficaz para gerar repetição e a chance de fracassar e não realizar uma prestação de serviços perfeita, é muito grande. 

A importância

Uma boa estratégia de marketing de serviços pode gerar um grande impacto na empresa prestadora. E para que isso aconteça de forma positiva, é necessário colocar em prática algumas ações que irão aumentar as chances e as oportunidades de negócio para a empresa. 

As estratégias devem ser consistentes e suficientemente boa para convencer o cliente de que aquele serviço é o ideal para a empresa, pois é ele que a ajudará a ter mais sucesso, a converter em mais vendas e a aumentar a satisfação do seu cliente. As boas estratégias estão ligadas aos diferenciais, ligados à confiabilidade e as vantagens do negócio, ou seja, o que fará com que a empresa seja lembrada ao citar os serviços que ela oferece. 

Os 8P’s do Marketing de Serviços

Agora, vamos relacionar os 4 P’s do marketing (produto, preço, praça e promoção) aos 4P’s do marketing de serviços (processo, palpabilidade, pessoas e produtividade). Sendo assim, teremos os 8 P’s do Marketing de Serviços:

  1. Produto: Pode parecer estranho, mas mesmo falando de serviços, lembre-se que em toda prestação de serviço existe um produto, pois ele vai gerar um resultado para o cliente. Por exemplo, se o serviço for uma manutenção, o produto dessa empresa seria a perspectiva do cliente de ter um equipamento restaurado por um preço menor do que comprar um produto novo. Por isso é importante ter em mente qual é o seu produto e qual a necessidade do cliente será atendida, independentemente de vender um ou não. 
  2. Preço: No mercado de serviços a formação do preço é um pouco diferente pois alguns fatores novos entram em cena, como o ramo de atividade, as tarefas executadas e o tipo de serviço prestado. Por isso, é importante levar em consideração quais as atividades prestadas e fugir um pouco do que o mercado pratica. Assim, você conseguirá ter uma base de preço, mas não aquela que é praticada por aí e sim, a sua base. É necessário levar em consideração o tempo dedicado à resolução do problema, a complexidade do serviço e outros elementos que a equipe de manutenção pode apontar. 
  3. Praça: A praça do marketing de serviços está mais relacionada ao momento de alcance e ao lugar onde acontece. Por isso, é muito importante planejar. A definição de prazos, execução do serviço e outras informações devem ser levados em conta nesse processo. Se o serviço não é prestado de maneira eficiente acaba afastando os clientes e não os aproximando. 
  4. Promoção: O termo promoção vem da ideia de promover e no marketing de serviços, não é diferente. A promoção está relacionada a forma de comunicação que será utilizada para divulgar os serviços oferecidos ao público e como fazer isso de maneira dinâmica e que gere confiança para o cliente. 
  5. Processo: Um serviço demorado ou que esteja sempre indisponível pode gerar uma tremenda insatisfação. Por isso, a empresa precisa formular os processos internos e as etapas necessárias para que o serviço seja prestado de maneira assertiva. Dessa forma, fica mais fácil garantir a qualidade do serviço prestado e otimizar a gestão desses serviços.
  6. Palpabilidade: A palpabilidade está relacionada ao reconhecimento do ambiente no serviço prestado e suas evidências físicas. Apesar do marketing de serviços estar ligado a intangibilidade é correto analisar as pequenas pistas visuais que ajudem o cliente a visualizar o valor da oferta. Ou seja, quando mais palpável for o serviço, maior a chance do cliente fechar negócio. 
  7. Pessoas: Dar atenção às pessoas fará com que o seu negócio esteja sempre em destaque. São elas que garantem a entrega do serviço e a satisfação do cliente. Fica evidente o quanto é necessário a capacitação e a qualificação da equipe e isso é refletido na lucratividade da empresa, podendo assim cobrar um preço mais alto na prestação de serviços.
  8. Produtividade: Todo negócio visa ser produtivo para se tornar lucrativo não é mesmo? No caso dos serviços, uma maior produtividade gera mais lucratividade. Pois os negócios são fomentados de acordo com o número de atendimento e da disponibilidade da prestação de serviços. Para que isso aconteça é necessário utilizar ferramentas, como softwares de gestão, que facilitarão no controle de equipes. 

Como aplicar e conseguir mais clientes

Agora que você já sabe o que é o marketing de serviços e as suas vantagens, precisa saber como aplicá-lo para conseguir mais clientes. Pois bem, não existe uma fórmula mágica que aumente as suas chances de “fazer acontecer” e prosperar. Mas, garantimos que com uma equipe bem preparada, uma boa gestão e ter em mente de que o seu cliente é o mais importante, poderá te ajudar e muito a conseguir sucesso no seu negócio. Separamos algumas dicas que podem te ajudar neste processo:

  1. Priorize as pessoas: Uma equipe bem preparada garante a satisfação do cliente, até mesmo os mais exigentes. Invista em capacitação e escolha sempre o melhor time para realizar a prestação de serviços de sua empresa.
  2. Ofereça qualidade: Você precisa entender que fornecer um bom serviço não é nenhum diferencial, é a sua obrigação. O diferencial é a qualidade do serviço prestado. É ela que garantirá que o seu cliente volte e indique os seus serviços. A qualidade agrega valor e atrai o respeito, o que fará com que o seu cliente se fidelize muito mais rápido.
  3. Entenda o seu diferencial: Como dissemos, prestar um bom serviço não é nenhum diferencial. Se você ainda não sabe o que faz de melhor, precisa descobrir logo. Pense que o seu concorrente deve estar sempre a um passo atrás de você e entender o que o seu cliente está pensando, poderá lhe ajudar a entender qual é o seu diferencial. 
  4. Estabeleça metas: Com metas claras e objetivas, fica muito mais fácil definir a colaboração de todos os envolvidos nessa etapa. Isso tornará as equipes mais eficientes, a cumprir os prazos e a resolver as pendências mais urgentes, caso necessário.
  5. Planeje-se: Se você leu atentamente aos 8P’s do marketing, você reparou que é preciso muito preparo para atender à todas as necessidades dos clientes e estabelecer as prioridades da sua gestão, certo? Pois bem, apostar em um bom relacionamento com o cliente é a maneira correta de se planejar. Tudo começa entendendo o comportamento do seu cliente e só depois o planejamento de ações poderá ser executado. 
  6. Esteja de olho nos resultados: Acompanhar os resultados da empresa é uma das premissas mais importantes para toda gestão de sucesso. Não é diferente no marketing de serviços, afinal de contas você precisa saber quais foram os resultados para traçar novas estratégias para alcançar o sucesso da prestação de serviços. 

E para concluir: Aposte na automação! 

Se o trabalho é muito e a gestão precisa ser aprimorada, você deve contar com a ajuda de um software de gestão e um software de marketing para te ajudar neste processo. Isso faz com que a empresa economize recursos e ganhe tempo. Sem isso, será praticamente impossível manter o interesse dos leads novos, estabelecer relacionamento com os prospects e analisar a qualidade do serviço prestado. 

Uma automação de marketing e gestão tornará o seu trabalho muito mais otimizado, fazendo com que você possa acompanhar os resultados e realizar mudanças sempre que necessário e em tempo real, podendo criar e alterar estratégias mais eficazes.

0 Shares:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.