Manutenção preditiva, tudo que você deve saber

manutenção preditiva

A manutenção preditiva, ao contrário da manutenção corretiva é baseada na tentativa de definir o estado do equipamento e suas condições de funcionamento no futuro através de dados coletados durante a visita técnica. Neste artigo você conhecerá a manutenção preditiva e como aplicá-la na sua empresa e melhorar a sua gestão da manutenção.

O que é manutenção preditiva?

Manutenção preditiva é o acompanhamento periódico de equipamentos e máquinas, através de informações coletadas durante a visita técnica. Atualmente, algumas técnicas de manutenção preditiva são utilizadas, como a análise de vibração, ultrassom, inspeção visual e técnicas de análise não destrutivas. Falaremos delas mais a frente.

A manutenção preditiva, significa assim como o verbo “predição” a ação de afirmar antecipadamente o que poderá ocorrer num momento futuro, sendo deduzido ou entendido a partir de informações, dados ou ações anteriores. 

Qual o objetivo?

Ela é um dos tipos de manutenção que mais trazem benefícios para a empresa. No entanto, existem alguns requisitos para que ela seja aproveitada da melhor maneira possível e a coleta de informações prévias é essencial neste processo. 

Este tipo de manutenção tem como objetivo principal predizer e encontrar os possíveis problemas em estágio inicial, quando ainda não são falhas potenciais, tendo a finalidade de sanar os problemas antes que o defeito agrave e se torne muito maior.

Os principais objetivos são:

  • Antecipar a necessidade de serviços de manutenção;
  • Eliminar a chance de desmontagem ou reparos desnecessários;
  • Aumentar o tempo de disponibilidade dos equipamentos;
  • Reduzir paradas forçadas;
  • Aumentar o tempo de vida útil dos equipamentos;
  • Aumentar a confiabilidade do desempenho dos equipamentos;
  • Determinar previamente as falhas de interrupção de fabricação; 

É importante destacar que as informações coletadas devem ser minuciosas para que a manutenção preditiva ocorra. Deve-se determinar a frequência, o responsável e a forma de registro. Além disso, se as manutenções preditivas forem constantes, a necessidade de manutenções periódicas e corretivas é praticamente zero.

Não confunda manutenção preventiva de manutenção preditiva

São termos parecidos, porém muito distintos em significado. A manutenção preventiva é geralmente aquela que ocorre em intervalos indicados pelo fabricante, enquanto a manutenção preditiva ocorre em intervalos sistemáticos. A manutenção preditiva costuma ser mais utilizada no cenário industrial, afinal de contas, a sua prática permite que os equipamentos funcionem corretamente e continuadamente, visando uma maior produtividade.

A manutenção preventiva é recomendada pelos fabricantes pois se trata de uma série de estudos e amostras realizadas com experiências e testes que determinam o tempo de vida útil do equipamento. Assim como um motor de um carro, que para operar perfeitamente, necessita de manutenção, por isso o fabricante indica que as revisões sejam feitas em dia para evitar problemas no funcionamento do veículo. 

Técnicas a serem aplicadas

Lembra que no começo deste artigo citamos as principais técnicas de manutenção preditiva? Pois é, agora vamos te explicar como elas funcionam:

  1. Análise de vibração: é uma das técnicas mais completas para detectar defeitos mecânicos e é obrigatória em todos os programas de manutenção preditiva. Essa análise permite trabalhar na causa raiz de outros defeitos que possam vir a ocorrer. 

É o processo pelo qual as falhas em componentes móveis são descobertas pela taxa de variação das forças dinâmicas geradas. Essas forças afetam os níveis de vibração que podem ser avaliados em pontos sensíveis do equipamento, sem interromper o seu funcionamento. 

  1. Termografia: É a técnica que permite registrar de forma gráfica ou vísivel a olho nu, a radiação infravermelha que todos os corpos acima de zero irradiam. Essa técnica permite identificar a alteração dos níveis de temperatura e gerar uma imagem térmica. 
  1. Análise de óleo: Consiste da análise laboratorial do lubrificante utilizado nos equipamentos. Esta análise deve ser utilizada durante a rotina de manutenção preditiva e tem como finalidade informar as condições do equipamento de acordo com o estado do lubrificante. 
  1. Ultrassom: Essa técnica consegue detectar vazamentos com facilidade e consiste em analisar a frequência das ondas sonoras que podem ser audíveis ao sistema auditivo humano. Na manutenção preditiva, essa técnica permite detectar falhas invisíveis. 

Processos de melhoria

Com a evolução das tecnologias, aplicar os processos de melhoria relacionados a manutenção preditiva tem se tornado cada vez mais fáceis e viáveis. O uso de softwares de manutenção podem ajudar bastante nesse processo. Com informações automatizadas, que podem ser coletadas no ato da visita técnica. Com base nessas informações, você poderá escolher os tipos de manutenção mais adequadas para todos os equipamentos e definir as melhores estratégias de manutenção.

O Auvo é um software de gestão de equipes externas que pode te ajudar neste processo. Com ele, você consegue obter informações com o auxílio de formulários que são uma verdadeira mão na roda para toda equipe de manutenção. Com ele, você consegue detectar falhas diversas, estimar variáveis e definir as melhores estratégias de manutenção preditiva.

Vantagens e Desvantagens da manutenção preditiva

Como você já deve ter percebido, as desvantagens em torno da manutenção preditiva são muito pequenas e praticamente inesistentes. Por outro lado, as vantagens são muitas. Afinal, a manutenção preditiva propicia que as intervenções no equipamento sejam oportunas e planejadas, facilitando a rotina da equipe de manutenção e consequentemente, diminuindo os custos com manutenções corretivas. 

Mas, mesmo assim, vamos citar uma desvantagem:

Se o equipamento for grande e complexo, é melhor evitar esse tipo de manutenção pois detectar os possíveis problemas pode ser complexo e diminuir a produtividade da equipe. 

No geral, o objetivo é agilizar e otimizar o processo de produção, reduzir impactos dos procedimentos preventivos, eliminar a necessidade de montar e desmontar o equipamento para inspeção, impede a propagação de danos, além de maximizar a vida útil do equipamento e de seus componentes. 

A manutenção preditiva e a sustentabilidade

Escolhendo a manutenção adequada e realizando inspeções regulares, garantimos que o consumo de energia ficará dentro dos padrões da normalidade, garantindo sempre um bom funcionamento nos equipamentos e consequentemente, uma maior sustentabilidade para a sua empresa. 

Com a manutenção preditiva em dia, os custos com manutenções caras como a corretiva serão eliminados e isso resulta em benefícios ligados à questões econômicas, energéticas e até mesmo, sociais. 

Investir em manutenção auxilia a empresa no processo de perdas e danos, que serão drasticamente reduzidos. Um exemplo é aplicar a manutenção preditiva na gestão predial, que pode ajudar a evitar desperdícios com vazamentos de água e ar. 

A importância da manutenção preditiva 

Agora que você já sabe tudo sobre manutenção preditiva, ficou claro que ela é super importante para a sua empresa. Realizar a preditiva com o auxílio de softwares de gestão, como o Auvo, podem te ajudar a agilizar e otimizar o processo de produção, com a ajuda de dados e indicadores que podem auxiliar a diminuir as pequenas irregularidades e detectar falhas precocemente, com isso a correção das falhas pode ser feita imediatamente.

Concluímos que a preditiva é a forma de manutenção mais segura e viável, resultando na redução de custos e eliminando a necessidade de trocas de componentes e peças em caso de falhas. 

Agora que já ficou claro que a sua empresa precisa aplicar a manutenção preditiva nos processos de gestão da manutenção, saiba que você pode contar com o Auvo para te ajudar neste processo. Faça um teste grátis e conheça nossas funcionalidades! 

0 Shares:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.