Gestão de equipes externas: identifique seu estilo de liderança

Ser líder faz parte da rotina de muitos profissionais que fazem a gestão de equipes externas. Afinal, exercer essa função é atender as mais altas demandas e colaborar para o crescimento significativo de uma empresa. Assim, a missão de um líder também abrange a condução da carreira de outros profissionais, ajudando-os a se empoderarem de suas forças.

Você sabia que existem estilos específicos de liderança?

Neste artigo você vai conhecer quais são as características essenciais dos bons líderes e quais são os principais estilos de liderança organizacional. Com certeza você sentirá identificação com algum estilo e encontrará também motivos para aperfeiçoar suas competências e características de liderança.

Vamos lá!

Não é novidade nenhuma que uma organização só obtém sucesso se for gerenciada e administrada por pessoas competentes. Não existem equipes que entregam resultados excelentes se não tiverem um líder a altura, que saiba conduzir os processos. 

Uma equipe de alta performance só pode ser construída por um líder legítimo, reconhecido pela confiança, admiração e respeito que transmite. Mas será o que só isso é suficiente?

Existem muitos fatores que também colaboram com a imagem de um líder. Confira algumas habilidades essenciais para uma boa liderança:

  • Ter carisma;
  • Saber se comunicar com clareza;
  • Tratar as pessoas com respeito e empatia;
  • Ser paciente;
  • Saber delegar tarefas;
  • Pensar estrategicamente;
  • Saber motivar sua equipe;
  • Ter organização e disciplina;
  • Ser compromissado e proativo;
  • Ser inspirador;
  • Ter autorresponsabilidade;
  • Tomar decisões com agilidade.

Com todas essas caraterísticas é mais fácil ser bem sucedido em um cargo de liderança e gestão de equipes externas. Mas como é possível ser paciente com tantos prazos a cumprir? É possível ter carisma em todos os momentos? 

Já te conto! A chave para o sucesso de um líder está na flexibilidade em aplicar as habilidades certas nos momentos mais apropriados. Mais importante que desenvolver habilidades é saber reconhecer o momento certo de aplicá-las.

Aí é que entram em cena os estilos de liderança, que são baseados na adaptação e adequação das atribuições que um líder tem.

Conhecer diferentes estilos de liderança, auxilia na melhor gestão da sua equipe externa

Os estilos de liderança são as diferentes configurações que um líder pode atuar. Por isso, os estilos dizem respeito às diferentes estratégias utilizadas para organizar, trabalhar a motivação e interagir com os liderados.

É preciso lembrar que o estilo de liderança adotado afeta o clima organizacional e impacta nos resultados financeiros do negócio. Por isso, você precisa entender com clareza quais são os tipos mais comuns de liderança organizacional e as vantagens e desvantagens de cada um. Assim você pode identificar qual é o estilo mais adequado ao fazer a sua própria gestão de equipes externas. Confira:

Liderança Autocrática

No estilo de liderança autocrática o foco da liderança está voltado para o líder. Desse modo, a condução dos processos é feita de forma centralizada, com muitas regras estabelecidas. O papel do colaborador se resume a acatar ordens. Não existe muito espaço para questionamentos ou sugestões. 

A liderança autocrática causa um alto nível de insatisfação entre os liderados e o clima organizacional tende a ser conflituoso e permeado de desmotivação. É comum que os liderados se sintam desvalorizados e sempre em atmosfera de tensão.

O ponto positivo de exercer uma liderança autocrática é a agilidade nas tomadas de decisão, visto que o processo depende de uma só pessoa. É possível também obter um maior controle de processos porque a equipe trabalha mais focada em tarefas.

Esse tipo de liderança é indicado para situações que exigem alto nível de controle de processos e demandas.

Liderança Liberal

No caso da liderança liberal, o foco está nos liderados. Como consequência, o estilo segue o pressuposto de que os colaboradores tem maturidade suficiente para desenvolver suas atividades e não necessitam de um acompanhamento acirrado. 

A liberdade aos colaboradores não significa omissão. O líder continua tendo suas responsabilidades e delegando funções.

As vantagens da liderança liberal incluem liberdade para tomada de decisões, estímulo da confiança e descentralização. Já as desvantagens estão ligadas a questões de produtividade baixa causada pela ausência de controle constante, erros por falta de direcionamento e aumento do individualismo dentro do time.

Esse estilo de liderança traz bons resultados quando aplicado em equipes com profissionais experientes e especialistas, capazes de lidar responsavelmente com autonomia.

Liderança Democrática

Na liderança democrática o papel do líder é tão importante quanto o papel dos liderados. Por isso, os líderes democráticos buscam sempre a satisfação, evolução e motivação do time por meio do estímulo de bons relacionamentos e comunicação aberta.

A liderança democrática é positiva no sentido de promover a interação da equipe e tornar os colaboradores mais produtivos e comprometidos com a empresa. Os pontos negativos são os processos de tomada de decisão que tendem a ser lentos, a exigência de que os profissionais tenham maiores níveis de experiência e o líder assumir um risco eminente de perda de controle dos processos.

Em ambientes que a inovação dos negócios é necessária, vale a pena recorrer ao estilo democrático de liderar.

Liderança Situacional

Na liderança situacional a ênfase do líder está em gerenciar os níveis de maturidade dos colaboradores para direcioná-los para as ações.

A principal vantagem em operar com liderança situacional é ter flexibilidade, no sentido que cada situação é analisada de acordo com o seu cenário apresentado. A maior desvantagem é também relacionada a isso. A análise individual de cada situação impede a padronização de processos.

A liderança situacional funciona adequadamente em negócios operados em ritmos tecnológicos e dinâmicos de trabalho.

Liderança Coaching

No processo de liderança coaching o líder trabalha no propósito de desenvolver o potencial dos seus liderados.

O líder do estilo coach tem foco na performance dos indivíduos, estimula a cooperação entre os membros da equipe, usa o feedback como prática rotineira e trabalha firme para desenvolver sua performance junto com o time.

Como tudo tem seu lado positivo e também negativo, a maior desvantagem da liderança coaching é que o processo de desenvolvimento é demorado, portanto, pode comprometer as metas do curto prazo.

A liderança coaching é melhor aproveitada em empresas que demonstram foco no desenvolvimento dos seus recursos humanos.

Use o seu estilo de liderança para fazer a gestão da sua equipe externa!

Com tudo que você aprendeu neste conteúdo, extraia mais uma lição valiosa: nenhuma característica de líder ou estilo de liderança é capaz de produzir grandes efeitos isoladamente, ainda mais quando aplicada em um contexto de gestão de equipes externas.

Ser flexível e adaptável nas situações tornam as decisões da liderança mais assertivas. Você não precisa e não deve ser sempre liberal ou sempre autocrático, por exemplo. Situações adversas vão exigir de você diferentes posturas. E saber escolher qual postura adotar é o que te fará se diferenciar dos demais.

Nas mãos de um líder está o bem mais precioso de qualquer empresa: o recurso humano. Sem as pessoas não existem metas e muito menos negócios. A missão de estar à frente disso tudo torna o papel do líder fundamental.

E agora? Você consegue dizer qual é seu estilo de liderança? Ou melhor, você consegue dizer em qual estilo de liderança você precisa se aperfeiçoar para transformar seu time em uma equipe de alta performance?

Espero que sim e tenho um último questionamento: o que mais você tem feito para colocar sua equipe em um ponto acima da média? 

Torne a gestão da sua equipe externa mais produtiva, eficiente e estratégica com o AUVO! Faça um teste grátis

0 Shares:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.