Declaração de serviços prestados: como fazer?

Declaração de serviços prestados

Imagine a seguinte situação: você prestou serviço para uma determinada empresa ou pessoa física e precisa comprovar que exerceu o que está descrito no contrato, já pensou como faria isto? A princípio, a nota fiscal pode parecer uma excelente solução, contudo, além dela, outro documento que assegura o desenvolvimento das atividades é a Declaração de serviços prestados. Já ouviu falar neste documento? Ainda não? Não se preocupe, neste post ensinaremos o passo a passo para elaborá-lo. Continue com a gente e confira tudo sobre o assunto.

Como elaborar a Declaração de serviços prestados?

Como falamos acima, a Declaração serve para comprovar para ambas as partes, prestador de serviços e contratante que todas as atividades combinadas/descritas em contratos foram devidamente realizadas. E, o melhor de tudo, é que este documento é bem simples de ser construído e não existe um modelo padrão para ser preenchido. Na verdade, ele é elaborado levando em consideração, sua área de atuação e claro, suas necessidades. 

Fora a Declaração de serviços prestados, outros documentos devem ser anexados para comprovar a execução das atividades. Sobre eles, falaremos a seguir. Antes, iremos explicar a importância da Declaração para seu negócio.

Qual a importância da Declaração de Serviços Prestados?

A Declaração de serviços prestados é importante para evitar problemas, como o cliente afirmar que os serviços não foram prestados corretamente, como descrito no contrato e ainda para comprovar para todos os fins que todas as atividades foram executadas.

A fim de entender melhor a importância, vamos um simples exemplo: um maquinário importante de uma determinada empresa estragou e precisou de uma manutenção urgente para não prejudicar toda a produtividade, para isto, contratou os serviços de um técnico de manutenção. 

Ao final do trabalho, o prestador fez todos os testes e o equipamento voltou a funcionar completamente e para comprovar que a manutenção foi feita corretamente, ele preencheu o documento com todas as atividades executadas na prestação de serviços. Desta forma, tudo estará devidamente documentado e assegurado para ambas as partes.

Que documentos devem ser anexados na Declaração?

Como já falamos acima, outros documentos comprovam a prestação de serviços e devem ser anexados na Declaração de serviços prestados, sendo eles, o contrato, a ordem de serviço e o relatório de produtividade. Falaremos sobre cada um deles nos próximos tópicos.

Contrato de Prestação de Serviços

O contrato de prestação de serviços é sem dúvida alguma, o documento mais importante para clientes e prestadores. Isto porque, é ele que assegura o cumprimento do que foi acordado, serve para proteger as duas partes, além de garantir que o pagamento será devidamente realizado, conforme combinado.

Diferente da Declaração, que é um documento mais simples, o contrato é um pouco mais complexo, porque nele, devem constar todos os mínimos detalhes do que foi acordado. De maneira bem resumida, vamos enumerar a seguir o que precisa constar neste documento.

  1. Nome, CNPJ ou CPF e endereço tanto do prestador de serviços quanto do beneficiado pela prestação;
  2. Área de cobertura (se a empresa possuir mais de uma sede);
  3. Atividades desenvolvidos pela prestação de serviços;
  4. Período de visitas e o que foi desempenhado durante elas, caso manutenções sejam solicitadas;
  5. Se houver necessidade de trocar peças, quem arcará com o custo, o cliente ou a prestadora de serviços;
  6. Vigência do contrato: período em dias, meses ou anos.

Estes são os principais tópicos que devem ter em seu contrato. Mas para deixar o documento ainda mais completo, sugerimos a leitura do post: “Contrato de prestação de serviços: como elaborar o seu?”, disponível em nosso blog.

Ordem de serviço

Se trabalha com prestação de serviço, certamente sabe a importância da ordem de serviço, ou Os, um documento que formaliza o serviço que será prestado e é fundamental para a organização do trabalho. 

Além disto, a OS também garante segurança jurídica, pois comprova a contratação de um determinado serviço que já foi realizado e ainda constam nela, o histórico de atendimento do cliente. 

Quer conferir como elaborar a sua Ordem de Serviço para anexar à Declaração de Serviços Prestados? É só acessar nosso blog e conferir o post: Ordem de Serviço: saiba tudo sobre o assunto.

Relatório de produtividade

Por fim, mas não menos importante, outro documento que deve ser anexado à Declaração de serviços prestados é o Relatório de produtividade. Assim como o nome indica, nele estaremos descritos os dados de performance de uma empresa / funcionário em um período específico.

Por exemplo, se tem uma empresa de prestação de serviços e contrata um terceirizado para desempenhar uma atividade, imaginamos que queira saber qual é seu desempenho e se está desenvolvendo tudo que foi acordado, certo? 

Então, este documento serve justamente para isto, além de ajudar a manter a qualidade dos serviços prestados, já que conseguirá acompanhar a eficiência do contratado. Fora que é um excelente aliado para sua gestão. E, é por isso que ele precisa ser anexado na Declaração de Serviços Prestados.

E, já que estamos falando em Declaração de Serviços Prestados, Contratos, Ordens de Serviços e Relatórios, que tal contar com uma tecnologia que deixe sua gestão de prestação de serviços bastante eficiente? Estamos falando da auvo, o software completo para prestação de serviços.

Com o Auvo, você consegue fazer a melhor gestão da equipe de prestação de serviços. Afinal, a tecnologia permite que planeje atividades com agilidade, faça o monitoramento dos colaboradores em tempo real, otimize suas rotas de distribuição, crie relatórios de execução, acompanhe toda a performance de sua equipe e muito mais! Tudo isto para uma gestão eficiente de seu negócio.

0 Shares:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.